Diário de um Crohnista

7 Benefícios da Meditação

  • Informações
  • Tratamento

O que você sabe sobre mediação? Geralmente associamos a meditação com monges, que vivem em mosteiros e ficam horas em silêncio. Na verdade é algo muito mais fácil e simples do que isso. A meditação nada mais é do que focar no presente, observar seus pensamentos e sentimentos, sem se deixar se afetar, consequentemente, podendo controla-los em qualquer situação, voltando sua atenção para algo, como a respiração. Hoje em dia com a nossa rotina corrida de trabalho, faculdade, tarefas, acabamos esquecendo o nosso bem estar, o que influência indiretamente em nossa saúde. E a meditação está sendo redescoberta aqui no ocidente por oferecer vários benefícios para nossa saúde, como por exemplo, tratar a depressão e ansiedade.

Mas como meditar?

Uma técnica simples de meditar é a Mindfulness, ou atenção plena. Você pode praticar reservando 5, 10 ou 20 minutos. Num ambiente silencioso, sente-se numa posição confortável, pode ser no chão com a almofada ou numa cadeira, com as costas ereta e respire fundo algumas vezes relaxando seu corpo. Volte a respirar normalmente e foque sua atenção na respiração, somente isso, sinta o movimento do seu peito ou abdômen, como o ar entra gelado e sai quente. No começo, um turbilhão de pensamentos vão surgir, isso é normal, mas apenas observe eles, não se apegue aos pensamentos e nem tente evita-los, caso isso aconteça, volte sua atenção para sua respiração.

Eu conheci e comecei a praticar a meditação há 3 meses, através do Budismo, apesar de que a meditação em si não tem nenhuma relação com religião ou espiritualidade, e posso dizer que transformou minha vida, minha relação com os problemas, preocupações, sentimentos e pensamentos negativos. No Youtube existem meditação guiadas, com sons da natureza, que ajudam a relaxar. Experimente, eu tenho certeza que logo você vai começar a se sentir melhor. Se você se interessar mais pela meditação, na Netflix existem alguns documentários bem legais, como Free The Mind, The Altruism Revolution e Awake: The Life of Yogananda.

A seguir está listado 7 benefícios da meditação, que eu transcrevi do vídeo logo a baixo também, se você tiver um tempinho, recomendo que assista ele por ser ilustrado e mais fácil de entender.

1 – Desenvolvimento do Cérebro

Praticar diariamente a meditação por 8 semanas aumenta a densidade da massa cinzenta e desenvolvem 3 partes cruciais do cérebro. Hipocampo Esquerdo – Região responsável pelo aprendizado e pela memória, principalmente reter informação e transformar memória de curto prazo em longo prazo. Córtex Cingulado Posterior – Região responsável pelo controle emocional e recuperação da memória. Junção temporo-pariental – Região do cérebro associado a percepção e processamento de informações e responsável pela empatia e compaixão. Além de diminuir a amígdala cerebral, região associada ao medo, stress e ansiedade.

2 – Melhora as emoções

Os 3 maiores males que atingem uma pessoa em nossos dias são a depressão, stress e ansiedade. Estudos comprovaram que a pratica da meditação ajudaram a diminuir esses 3 aspectos e ainda depois de 6 meses, os participantes ainda apresentavam efeitos positivos. Outro estudo com pessoas que sofreram de depressão no passado, comprovou a diminuição de pensamentos negativos e disfunções cerebrais, e além, que a meditação pode ser tão poderosa e até melhor que medicamentos usados para tratar a depressão, ainda é de graça e não causa efeitos colaterais. A meditação também ajuda a lidar com stress e a diminuir a quantidade de stress, assim como os sintomas da ansiedade e até é mais efetivo que a maioria dos medicamentos usados.

3 – Impulsiona a saúde e bem estar

Um estudo que durou 5 anos analisou centenas de participantes com alto risco de problemas cardíacos e constatou que a prática diária de meditação reduziu em 48% os riscos de ataques cardíacos e AVG e até de morte. Um outro estudo realizado com pacientes hipertensos descobriu que após três meses de meditação os pacientes tiveram uma queda drástica na pressão sanguínea e em muitos casos havendo até a retirada dos medicamentos. Pesquisadores também descobriram que a meditação reduz os níveis de inflamação no corpo, melhora os processos de recuperação das células, melhora a disposição de energia e eleva em quase 50% a imunidade em 65% bem estar. Agora o mais surpreendente de todos, a ganhadora do prêmio nobel Elizabeth Blackburn descobriu que a meditação provocou alterações genéticas, mais precisamente no tamanho dos telômeros, que estão fortemente associados ao envelhecimento das células, telômeros curtos são sinal de envelhecimento acelerado a prática de meditação diária desacelerou encurtamento dos telômeros e o processo de envelhecimento, ou seja, a meditação pode prolongar a sua vida.

4 – Neutraliza as dores

Um estudo comparou mestres de meditação com pessoas não praticante em um teste de dor, onde todos os participantes tiveram suas atividades cerebrais monitoradas enquanto recebiam onda de calor dolorosas. Os mestres apresentaram menor atividade cerebral relacionada à dor e apesar de ainda receberem esses sinais nervosos, eles não sentiam tais dores no corpo. Outro estudo surpreendeu ainda mais ao descobrir que a meditação pode reduzir cerca de 40% da intensidade da dor e 57% das dores, só para você ter uma ideia, há muitos medicamentos usados para aliviar a dor reduzem tipicamente algo em torno de 25%.

5 – Ajuda a superar hábitos ruins

Uma pesquisa recente descobriu que o hábito de meditar estimula o crescimento do córtex frontal dorsolateral, região do cérebro responsável pela força de vontade e, consequentemente, concluiu-se que meditar aumentar a capacidade de superar hábitos ruins e de criar novos hábitos. Um estudo realizado em 2014 separou um grande grupo de alcoólatras em dois grupos menores que foram submetidos a um programa de recuperação de oito semanas, o primeiro grupo seguiu um programa típico de recuperação, já o outro grupo seguiu o plano em prática da meditação diariamente, um ano depois do término do tratamento os pesquisadores descobriram que 20% dos participantes que seguiram apenas o programa típico tiveram recaídas, por outro lado, dos que praticaram meditação diariamente, apenas 8% tiveram recaídas. Pesquisadores concluíram que a meditação reduz os desejos e aumenta a sensação de estar consciente.

6 – Ajuda a concentração e a performance

Em 2010 pesquisadores submeteram participantes a realizarem tarefas extremamente entediante e repetitivas, como procurar por pequenas diferenças entre linhas, os pesquisadores descobriram que o grupo que havia meditado antes da atividade apresentou uma performance superior, sugerindo que a meditação aumentou a concentração dos participantes. Outro estudo realizado com trabalhadores descobriu que a prática diária de meditação elevou a conectividade deles com cérebro, aumentando o controle da tensão da resistência contra a distrações e ainda elevando a quantidade de tempo que eles conseguiam se concentrar em apenas uma tarefa. Também foi constatado que a prática diária de 20 minutos de meditação aumentou drasticamente a performance das habilidades cognitivas dos participantes.

7 – Te ajuda a se tornar muito mais feliz

Um famoso de estudo realizado em 2004 apresentou resultados impressionantes ao analisar, por meio de eletrodos, as atividades cerebrais de monges que meditavam há muitos anos, os pesquisadores descobriram que os monges possuíam 30 vezes mais a quantidade de ondas gama no cérebro, se comparados com pessoas não praticantes de meditação, essas ondas estão fortemente associadas a diversas características, como inteligência, compaixão, autocontrole e, é claro, a felicidade. Outro estudo relatou que a prática diária de meditação aumentam a quantidade de emoções positivas no cérebro, e ainda melhor, foi descoberto que essa quantidade continuava subindo com a constante prática de meditação ao longo do tempo.

Comentários

comentários

Sobre mim

Meu nome é Sérgio Junior, eu tenho 25 anos e sou portador da Doença de Crohn desde 2014, uma Doença Inflamatória Intestinal (DII), autoimune, sem cura e com causa desconhecida. Mesmo com a doença, pude conquistar muitas coisas e hoje ter uma vida normal. Criei esse blog pra ser mais uma fonte de informação, ajudar os outros portadores, divulgar as DII’s para sociedade e mostrar que é possível viver bem com uma DII.